Técnico do Seguro social: descubra como conquistar sua vaga no próximo concurso do INSS!

Conquistar uma vaga em concurso público requer muito estudo e dedicação, ainda mais quando falamos em seleções tão concorridas quanto o concurso do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social.

Porém, com a dose certa de preparação e estudo sabemos que isso é possível!

Desta forma, para você que tem interesse em se tornar um servidor público ocupando um dos cargos do concurso INSS, mais especificamente como Técnico do Seguro Social, nós do blog Arquivo Nirez estamos aqui para ajudar.

Por isso, a partir de agora, você ficará por dentro de tudo o que precisa saber para conquistar uma vaga no próximo concurso do INSS.

Sobre a carreira de Técnico do Seguro Social

Já que você está decidido a conquistar uma das vagas para nível médio do concurso do INSS, nada mais justo do que entender um pouco mais sobre a carreira.

Por este motivo, trouxemos abaixo alguns informações importantes como os requisitos e atribuições exigidos para a função de Técnico do Seguro Social.

Requisitos para participação

Antes de começar a sonhar com a aprovação, é imprescindível que você saiba se poderá, de fato, concorrer a uma das vagas oferecidas pelo INSS.

Para isso, basta conferir os requisitos constantes nos editais anteriores para se ter uma base do que é necessário para sua futura posse no cargo.

E para facilitar a sua pesquisa, listamos os requisitos exigidos no último edital concurso INSS.

  • Ser aprovado na seleção;
  • Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses;
  • Estar em gozo dos direitos políticos;
  • Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino;
  • Estar quite com as obrigações eleitorais;
  • Possuir os requisitos exigidos para o exercício do cargo. No caso de Técnico do Seguro Social, é exigida a conclusão do nível Médio como escolaridade;
  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse (não há exigência de idade máxima);
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo;
  • Cumprir as determinações do edital de concurso INSS.

Atribuições do cargo

De acordo com o último concurso INSS, com vagas para Técnico do Seguro Social, estão entre as atribuições do servidor o desempenho das seguintes funções:

  • Realizar atividades internas e externas relacionadas ao planejamento, à organização e à execução de tarefas de competências constitucionais e legais do INSS que não demandem formação profissional específica;
  • Coletar informações, executar pesquisas, levantamentos e controles, emitir relatórios e pareceres;
  • Exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS, além das atividades comuns aos cargos de Técnico e Analista mencionadas no edital.

 

Para tanto, a remuneração oferecida para o cargo foi de R$ 5,3 mil iniciais, acrescida de benefícios como auxílio alimentação e auxílio saúde, para jornadas de 40h semanais.

Etapas de avaliação do concurso INSS

Agora que você já está por dentro dos requisitos e atribuições para o cargo de Técnico do Seguro Social, chegou a hora de descobrir o que estudar para o concurso do INSS.

Antes de tudo, você precisa saber que a avaliação dos candidatos é feita por meio de prova objetiva.

Tendo como base o último edital, publicado em 2015, sabemos que a prova do INSS foi objetiva e contou com 120 questões, distribuídas da seguinte forma:

Conhecimentos básicos

  • Língua Portuguesa – 15 questões
  • Ética no Serviço Público – 6 questões
  • Regime Jurídico Único – 6 questões
  • Noções de Direito Constitucional – 7 questões
  • Noções de Direito Administrativo – 5 questões
  • Raciocínio Lógico – 6 questões
  • Noções de Informática – 5 questões

Conhecimentos específicos

  • Seguridade Social – 70 questões

 

Como se preparar para a prova do INSS

Assim como para qualquer outro concurso público, obter uma preparação completa é essencial. Por isso, antecipar a sua preparação é tão importante.

E neste sentido, nosso principal conselho para você é iniciar os seus estudos o mais breve possível.

Ainda nesta linha, destacamos também a necessidade de se contar com um auxílio profissional de videoaulas para concursos.

Isso porque, ao contar com o auxílio de professores especialistas em concursos públicos, você terá acesso a conteúdos direcionados que, além de poupar o seu tempo, trarão uma prévia do que esperar para o grande dia da prova.

Desta forma, você estuda de forma otimizada, garantindo tempo suficiente para incluir em sua rotina de estudos outras atividades como revisões, resolução de questões e simulados, que são tão significativos quanto o estudo da teoria.

Aliás, para que você possa se familiarizar com o estilo das questões, sugerimos ainda que o caderno de prova INSS disponibilizado nas edições anteriores. Esta é um excelente forma de testar os seus conhecimentos ao mesmo tempo em que trabalha outros aspectos como o controle da ansiedade e gestão do tempo de prova.

 

Último concurso do INSS

Como já mencionamos no decorrer deste texto, o último concurso para o Instituto Nacional do Seguro Social aconteceu em 2015, sob organização do Cebraspe – Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos.

Na ocasião, foram oferecidas 950 vagas para os cargos de Técnico do Seguro Social (800) e Analista do Seguro Social (150).

As remunerações iniciais eram de R$ 5,344,87 para Técnicos e R$ 7.954,09 para Analistas.

Todos os candidatos foram avaliados mediante provas objetivas, com 120 questões.

Sobre o Instituto Nacional do Seguro Social

O Instituto Nacional do Seguro Social – INSS foi criado em 27 de junho de 1990, por meio do Decreto n° 99.350, a partir da fusão do Instituto de Administração Financeira da Previdência e Assistência Social – IAPAS com o Instituto Nacional de Previdência Social – INPS, como autarquia vinculada ao Ministério da Previdência e Assistência Social – MPAS.

Compete ao INSS a operacionalização do reconhecimento dos direitos dos segurados do Regime Geral de Previdência Social – RGPS que abrange a mais de 50 milhões de segurados e aproximadamente 33 milhões de beneficiários em 2017. No artigo 201 da Constituição Federal Brasileira observa-se a organização do RGPS, que tem caráter contributivo e de filiação obrigatória, e onde se enquadra toda a atuação do INSS, respeitadas as políticas e estratégias governamentais oriundas dos órgãos hierarquicamente superiores, como os ministérios. A entidade é vinculada atualmente ao Ministério da Economia.

O INSS caracteriza-se, portanto, como uma organização pública prestadora de serviços previdenciários para a sociedade brasileira. É nesse contexto e procurando preservar a integridade da qualidade do atendimento a esse público que o Instituto vem buscando alternativas de melhoria contínua, com programas de modernização e excelência operacional, ressaltando a otimização de resultados e de ferramentas que fundamentem o processo de atendimento ideal aos anseios dos cidadãos.

Deixe seu Comentário