Qual é a estrutura da prova da OAB?

Conquistar a aprovação na prova do Exame da Ordem é um requisito obrigatório para que os bacharéis em Direito possam efetuar o seu registro profissional na Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

A prova, que é realizada pela OAB em conjunto com a Fundação Getúlio Vargas – FGV acontece, em média 3 vezes por ano, e é conhecida pelo seu alto índice de complexidade.

Dela, podem participar quem já finalizou o curso de Direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada pelo Ministério da Educação – MEC, e ainda, estudantes de Direito do último ano do curso de graduação em Direito ou dos dois últimos semestres.

E se você se encaixa em alguma das categorias acima, está prestes a realizar o exame e busca informações que possam te ajudar a entender a estrutura da prova da OAB, nós vamos te ajudar.

Isso porque, o tema de hoje aqui do blog Arquivo Nirez é a prova da oab.

Para começar, é importante que você entenda as diferenças entre a prova de primeira fase do exame da ordem e a prova de segunda fase da OAB.

Prova de 1ª fase da OAB

A prova objetiva, sem consulta, é composta de 80 questões, no valor de 1 ponto cada, e tem sua pontuação total variando do mínimo de 0 ao máximo de 80 pontos, compreendendo os conteúdos previstos nas disciplinas do Eixo de Formação Profissional, de Direitos Humanos, de Filosofia do Direito, do Estatuto da Advocacia e da OAB e seu Regulamento Geral e do Código de Ética e Disciplina.

Prova de 2ª fase da OAB

Já a prova de 2ª fase OAB é uma prova prático-profissional , com valor de 10 pontos, composta de duas partes:

1ª parte: Redação de peça profissional, valendo 5 pontos, sobre tema da área jurídica de opção do candidato, no momento da inscrição, e do seu correspondente direito processual, conforme as opções a seguir:

a) Direito Administrativo;

b) Direito Civil;

c) Direito Constitucional;

d) Direito do Trabalho;

e) Direito Empresarial;

f) Direito Penal;

g) Direito Tributário.

 

2ª parte: Respostas a 4 questões discursivas, sob a forma de situações-problema, valendo, no máximo, 1,25 pontos cada, relativas à área de opção do examinando e do seu correspondente direito processual, indicada no momento da inscrição.

Para obter a aprovação na prova de 2ª fase, é preciso obter nota superior a 6 pontos na somatória (1ª e 2ª parte).

Agora que você já entendeu como é a 2ª  fase da OAB, chegou a hora de descobrir sobre quais conteúdos deve dedicar sua atenção.

O que estudar para passar na OAB

Antes de tudo, para que você saiba, 40 é o número de quantas questões tem que acertar para passar na oab, 1ª fase.

E para te dar aquela forcinha tão necessária nestas horas de estudos, elaboramos a estimativa abaixo, de quantas questões são cobradas em cada disciplina e quais os seus principais assuntos.

Ética e Estatuto da OAB – 8 questões

Órgãos da OAB, Direitos e Prerrogativas do Advogado, Honorários Advocatícios, Infrações e Sanções Disciplinares e Processo Disciplinar.

Direito Civil – 7 questões

Direito das Sucessões, Contratos em Espécie, Direito das Coisas, Direito de Família e Direito das Obrigações.

Processo Civil – 7 questões

Recursos em Espécie, Processo de Execução e Cumprimento de Sentença, Procedimentos Especiais, Formação do Processo e Petição Inicial e Audiência Preliminar de Conciliação ou Mediação.

Direito Penal – 6 questões

Crimes em Espécie, Tipicidade, Crime Consumado e Tentativa, Concurso de Crimes e Extinção da Punibilidade.

Processo Penal – 6 questões

Recursos, Provas, Ação Penal, Prisão e Liberdade Provisória e Jurisdição e Competência.

Direito Constitucional – 7 questões

Controle de Constitucionalidade, Direitos Individuais, Ações Constitucionais, Organização do Estado e Ordem Social.

Direito Administrativo – 6 questões

Agentes Públicos, Serviços Públicos, Intervenção do Estado na Propriedade, Improbidade Administrativa e Organização Administrativa.

Direito do Trabalho – 6 questões

Remuneração e Salário, Contrato de Trabalho, Direito Coletivo de Trabalho, Extinção do Contrato de Trabalho e Responsabilidade por Verbas Trabalhistas.

Processo do Trabalho – 5 questões

Recursos em Espécie, Execução na Justiça do Trabalho, Atos Processuais, Audiência Trabalhista e Procedimentos Especiais Trabalhistas.

Direito Empresarial – 5 questões

Direito Falimentar e Recuperacional, Direito Societário, Títulos de Crédito, Contratos Empresariais e Teoria Geral do Direito Empresarial.

Direito Tributário – 5 questões

Obrigação e Responsabilidade Tributária, Impostos Estaduais, Conceito de Tributo e Espécies Tributárias, Legislação Tributária e Exclusão do Crédito Tributário.

Direitos Humanos – 2 questões

Pacto de San José da Costa Rica, Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos, Estatuto da Pessoa com Deficiência, Comissão Interamericana de Direitos Humanos e Eliminação da Discriminação contra Mulheres.

Direito Ambiental – 2 questões

Política, Instrumentos e Sistema Nacional do Meio Ambiente, Flora e Direito Ambiental, Tutela do Meio Ambiente Artificial, Dano Ambiental e Teoria Objetiva da Responsabilidade Ambiental.

Estatuto da Criança e do Adolescente – 2 questões

Família Natural e Família Substituta, Medidas de Proteção Socioeducativas, Direitos Fundamentais, Apuração de Irregularidades em Entidade de Atendimento, Crimes e Infrações Administrativas.

Direito do Consumidor – 2 questões

Princípios e Direitos Básicos do Consumidor, Proteção Contratual no CDC, Responsabilidade pelo Fato do Produto e do Serviço, Práticas Abusivas e Responsabilidade pelo Vício do Produto e do Serviço.

Direito Internacional – 2 questões

Direito Civil Internacional, Condição Jurídica do Estrangeiro, Sentença Estrangeira, Tratados e Competência Internacional.

Filosofia – 2 questões

Filosofia do Direito Contemporâneo, Positivismo, Conceito de Direito, Ética e Direito no Mundo Antigo e Contratualismo Total – Rousseau.

Como se preparar para a prova da OAB

Devido ao nível de dificuldade da prova, na hora de se preparar a maioria dos participantes acaba recorrendo ao auxílio profissional de um curso OAB.

Isso porque, contar com a experiência de professores especialistas em aprovação, faz toda a diferença na sua jornada de estudos, uma vez que os profissionais já estão habituados ao estilo da banca, bem como aos conteúdos que têm mais chance de cair na prova. Assim, você não desperdiça o seu o tempo e nem mesmo a atenção em conteúdos desnecessários.

Geralmente, instituições que oferecem cursos para concursos públicos também trazem diversas opções exclusivas de curso online para o Exame de Ordem, as quais, muitas vezes, combinam o acesso a videoaulas e materiais complementares em pdf, para reforçar o seu aprendizado.

Deixe seu Comentário