Quais são os cargos do concurso INSS?

Se você está aguardando o concurso INSS, precisa estar bem informado sobre quais são os cargos do órgão e quais são os requisitos para se candidatas a cada um deles. Afinal, dessa forma, quando o Instituto Nacional do Seguro Social publicar o próximo edital você não precisará perder tempo e poderá garantir sua inscrição o mais rápido possível.

Então, no post de hoje vamos contar tudo que você precisa saber sobre os cargos do concurso INSS. Por isso, confira o post até o final e anote nossas dicas, elas serão essenciais para você conquistar uma futura vaga nesse certame tão concorrido e aguardado.

Cargos do concurso INSS

Sendo assim, podemos dizer que os principais cargos desse concurso são: Técnico do Seguro Social e Analista do Seguro Social. É importante lembrar que a função de técnico exige dos candidatos o nível médio completo e a de analista tem como requisito a graduação completa. Vamos explicar mais sobre cada uma desses cargos logo abaixo, confira.

Técnico do Seguro Social

A função de Técnico do Seguro Social é uma das mais concorridas. Como já mencionamos anteriormente, para se candidatar a esse cargo, é necessário ter concluído o ensino médio. Atualmente, o cargo oferece um salário de R$ 5.447,79 para quem for aprovado no concurso público. Porém, além desse valor, há um acréscimo de R$ 458 de auxílio alimentação, além dos demais benefícios que o funcionário público tem acesso, como, por exemplo, plano de saúde. E é preciso lembrar que esse valor é a remuneração inicial, ou seja, o valor que o candidato inicia a sua carreira ganhando, com o tempo de trabalho esse valor aumenta ainda mais.

Atividades do Técnico do INSS

Segundo o edital do último concurso, realizado em 2016, as atividades para esse cargo são:

  • Realizar atividades internas e externas relacionadas ao planejamento, à organização e à execução de tarefas de competências constitucionais e legais do INSS que não demandem formação profissional específica;
  • Coletar informações, executar pesquisas, levantamentos e controles, emitir relatórios e pareceres;
  • Exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS;
  • Atender ao público;
  • Assessorar os superiores hierárquicos em processos administrativos;
  • Realizar atividades inerentes ao reconhecimento de direitos previdenciários, direitos vinculados à Lei nº 8.742/1993 e outros sob a responsabilidade do INSS;
  • Realizar atividades inerentes à instrução, tramitação e movimentação de processos e documentos;
  • Realizar estudos, pesquisas e levantamentos de informações;
  • Elaborar minutas de editais, contratos, convênios e demais atos administrativos e normativos;
  • Avaliar processos administrativos, oferecendo subsídios à gestão nos aspectos preventivos e para as tomadas de decisão;
  • Participar do planejamento estratégico institucional, de comissões, grupos e equipes de trabalho e dos planos de sua unidade de lotação;
  • Atuar na gestão de contratos, quando formalmente designado;
  • Controlar dados e informações, bem como executar a atualização em sistemas;
  • Executar atividades de orientação, informação e conscientização previdenciária;
  • Realizar atividades de gestão do patrimônio do INSS;
  • Subsidiar os superiores hierárquicos com dados e informações relacionadas à sua área de atuação, atuar no acompanhamento e avaliação da eficácia das ações desenvolvidas e na identificação e proposição de soluções para o aprimoramento dos processos de trabalho desenvolvidos;
  • Atuar em atividades de planejamento, supervisão e coordenação de projetos e programas de natureza técnica e administrativa.

Requisitos para a candidatura

Além de possuir certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio (antigo segundo grau) ou curso técnico equivalente, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), há outros requisitos solicitados, confira:

– Ser aprovado no concurso público.
– Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado
pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos
políticos, nos termos do § 1º do artigo 12 da Constituição Federal.
– Estar em gozo dos direitos políticos.
– Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino.
– Estar quite com as obrigações eleitorais.
– Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse.
– Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.
– O candidato deverá declarar, na solicitação de inscrição, que tem ciência e aceita que, caso aprovado,
deverá entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o cargo por ocasião da posse.

Analista do Seguro Social

Já o cargo de Analista do Seguro Social é destinado para candidatos que tenham finalizado a graduação em Serviço Social. O salário oferecido pelo órgão é de R$ 8.357,07. E, assim como acontece no caso do técnico, o analista também conta com os benefícios, como, o auxílio alimentação no valor de R$ 458. Lembrando que durante a carreira, o analista tem seu salário aumentado.

Atividades do Analista do concurso INSS

Seguindo o edital do último concurso, realizado em 2016, as atividades para esse cargo são:

  • Prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS nas Agências da Previdência Social – APS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas;
  • Elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de Serviço Social e Reabilitação Profissional;
  • Supervisionar e homologar os programas profissionais realizados por terceiros ou instituições conveniadas;
  • Realizar avaliação social para fins de concessão de direitos previdenciários e benefícios assistenciais;
  • Promover estudos sociais e socioeconômicos, pesquisa e levantamento de informações visando à emissão de parecer social para subsidiar o reconhecimento e a manutenção de direitos previdenciários e benefícios assistenciais, bem como à decisão médico pericial;
  • Exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS;
  • Atender ao público;
  • Assessorar os superiores hierárquicos em processos administrativos;
  • Realizar atividades inerentes ao reconhecimento de direitos previdenciários, direitos vinculados à Lei nº 8.742/1993 e outros sob a responsabilidade do INSS;
  • Realizar atividades inerentes à instrução, tramitação e movimentação de processos e documentos;
  • Realizar estudos, pesquisas e levantamentos de informações;
  • Elaborar minutas de editais, contratos, convênios e demais atos administrativos e normativos;
  • Avaliar processos administrativos, oferecendo subsídios à gestão nos aspectos preventivos e para as tomadas de decisão;
  • Participar do planejamento estratégico institucional, de comissões, grupos e equipes de trabalho e dos planos de sua unidade de lotação;
  • Atuar na gestão de contratos, quando formalmente designado;
  • Controlar dados e informações, bem como executar a atualização em sistemas;
  • Executar atividades de orientação, informação e conscientização previdenciária;
  • Realizar atividades de gestão do patrimônio do INSS;
  • Subsidiar os superiores hierárquicos com dados e informações relacionadas à sua área de atuação, atuar no acompanhamento e avaliação da eficácia das ações desenvolvidas e na identificação e proposição de soluções para o aprimoramento dos processos de trabalho desenvolvidos;
  • Atuar em atividades de planejamento, supervisão e coordenação de projetos e programas de natureza técnica e administrativa.

Requisitos para a candidatura

O principal requisito para se candidatar a vaga é possuir o diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), e registro no órgão de classe específico. Além disso, os demais requisitos são iguais aos cobrados para técnico, confira novamente:

– Ser aprovado no concurso público.
– Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado
pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos
políticos, nos termos do § 1º do artigo 12 da Constituição Federal.
– Estar em gozo dos direitos políticos.
– Estar quite com as obrigações militares, em caso de candidato do sexo masculino.
– Estar quite com as obrigações eleitorais.
– Ter idade mínima de 18 anos completos na data da posse.
– Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.
– O candidato deverá declarar, na solicitação de inscrição, que tem ciência e aceita que, caso aprovado,
deverá entregar os documentos comprobatórios dos requisitos exigidos para o cargo por ocasião da posse.

O que estudar para o concurso do INSS

Agora que você já conheceu todos os detalhes sobre os dois principais cargos do INSS, vamos falar sobre o que estudar. As provas objetivas costumam cobrar 50 questões de conhecimentos básicos e outras 70 perguntas de conhecimentos específicos. As matérias que envolvem esses dois conhecimentos, variam de acordo com o cargo, confira:

Disciplinas: Analista do INSS

Conhecimentos básicos:

  • Língua Portuguesa;
  • Raciocínio Lógico;
  • Noções de Informática;
  • Direito Constitucional;
  • Direito Administrativo;
  • Legislação Previdenciária;
  • Legislação da Assistência Social, Saúde do Trabalhador e da Pessoa com Deficiência;

Conhecimentos específicos:

  • Serviço Social.

Disciplinas: Técnico do INSS

Conhecimentos básicos:

  • Ética no Serviço Público;
  • Regime Jurídico Único;
  • Noções de Direito Constitucional;
  • Noções de Direito Administrativo;
  • Língua Portuguesa;
  • Raciocínio Lógico;
  • Noções de Informática.

Conhecimentos específicos:

  • Seguridade Social.

Antecipe seus estudos para o concurso INSS

Como você já deve ter observado, o conteúdo cobrado nas provas é bem extenso. E dentro de cada uma dessas disciplina há dezenas de assuntos que podem cair no seu teste. Por isso, a nossa dica é que você conte com um curso com videoaulas para concurso. Dessa forma, você poderá estudar com o conteúdo que realmente será cobrado, dividido em aulas de 30 minutos, com explicações diretas ao ponto. Só assim, você estará dois passos à frente dos concorrentes e mais perto de conquistar uma futura vaga no INSS.

Deixe seu Comentário