• Questões de Concurso

    Conquistar uma vaga em concurso público requer muito estudo, persistência e dedicação, isso não é novidade para ninguém. 

    Porém, para você que está pensando em ingressar no funcionalismo público, hoje, aqui no Arquivo Nirez, vamos abordar como se preparar da melhor forma utilizando questões de concursos. 

    Para isso, daremos dicas dos melhores sites de questões de concursos, além de comentar brevemente sobre o estilo de cada banca organizadora! Fique ligado! 

    Quem elabora as questões de concursos?

    Antes de tudo, para começar o nosso assunto, vamos acabar com a curiosidade que é comum a todo grupo de concurseiros. Isso porque com certeza, você já deve ter se questionado sobre quem elabora as questões de concursos. 

    Então, para acabar com esta dúvida de uma vez por todas, esclarecemos que as questões do concurso são elaboradas por grupos independentes de profissionais. Elas são checadas, revisadas e um sorteio define quais entraram no exame. 

    Para que você possa entender melhor como isso acontece, explicaremos nas etapas abaixo:

    1) O órgão público abre a seleção informando à empresa que organiza o concurso quais são as habilidades necessárias para as vagas. Assim, cria-se a base para definir, com suporte de professores universitários, o conteúdo programático (temas de estudo), publicado no edital de abertura, aproximadamente dois meses antes da prova.

    2) O planejamento envolve profissionais de pedagogia e letras que definem número, ordem e nível das questões, tempo de prova e formatos (V ou F, múltipla escolha, dissertativa, avaliação física e psicológica, etc.). Além disso, é estipulado o nível de escolaridade mínimo para os candidatos. A dificuldade do exame depende dos requisitos para o cargo e da adesão. Se há previsão de muitas inscrições, o nível aumenta para eliminar aventureiros. 

    3) Duas ou três bancas de especialistas (escolhidos de acordo com os itens do conteúdo programático) elaboram as questões, sempre exclusivas e inéditas. Esses profissionais também assinam um termo de responsabilidade, comprometendo-se a manter o sigilo. Geralmente se trabalha com mais de uma banca porque aumenta a confidencialidade, já que ninguém sabe quais questões serão incluídas na prova. 

    4) O material é verificado item por item. É hora de checar se as questões estão de acordo e abrangem todo o conteúdo programático, se cada questão é realmente inédita, se está redigida de acordo com a norma culta da língua, se é clara e de fácil entendimento, e ainda se alguma alternativa não está óbvia. 

    5) As questões das diferentes bancas são misturadas em um processo informatizado. Especificadas com tema, nível de dificuldade, formato e autor, as perguntas são embaralhadas e selecionadas por um software, seguindo um padrão previamente determinado pelos organizadores da prova.

    6) As provas são impressas, embaladas e lacradas. Elas são etiquetadas (com a vaga, o local de prova e a sala) e colocadas dentro de um malote. O malote também é lacrado com um número de registro e, em seguida, colocado dentro de uma caixa, que é armazenada numa sala-cofre até o dia do concurso. As áreas em que ela circula são monitoradas por câmera e nela só entram funcionários específicos do setor, identificados por impressão digital. 

    7) No dia do concurso ou na véspera, as provas são transportadas (por via terrestre ou aérea) com escolta até o local. Os pacotes chegam com o número certo de provas para cada sala e organizados em ordem alfabética, com os dados dos candidatos já preenchidos. Para aplicar o teste, fiscais terceirizados são contratados para ficar nas salas. Em geral, são funcionários da própria escola onde acontecerá o concurso. 

    8) Após o tempo de resolução, as provas e folhas de respostas são recolhidas, embaladas e levadas de volta à empresa responsável pelo concurso. Por segurança, apenas no dia seguinte é feito o gabarito e, dois ou três dias depois, ele é publicado. Em seguida, há dois dias úteis de prazo recursal (pedidos de revisão do gabarito). 

    Questões de concurso por banca organizadora

    Agora que você já entendeu como funciona o processo de elaboração das questões, que tal ficar por dentro das questões de concurso por banca organizadora?

    Ou seja, a partir deste momento, você poderá saber qual o estilo de cada banca organizadora quando se trata de métodos de avaliação e cobrança de conteúdo. 

    AOCP – Assessoria em Organização de Concursos Públicos

    As provas objetivas da AOCP são direcionadas para a área de atuação do cargo em disputa e, em geral, são de múltipla escolha (com cinco alternativas por questão e apenas uma correta). Em alguns casos, há também elaboração de textos..

    Embora não seja uma banca tradicional, costuma ser bastante tranquila. De maneira geral, não traz questões de pegadinha, polêmicas ou dúbias, que vão gerar muitos recursos. Aposta muito na literalidade, na lei seca. 

    Cebraspe – Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos

    É a banca que aplica as provas mais difíceis e mais bem elaboradas. Por isso, é temida por muitos concurseiros, principalmente pela fórmula de correção que penaliza os erros com anulações de questões corretas.

    Utilizando o método de “uma errada anula uma certa”, o objetivo do Cebraspe é que apenas os melhores candidatos sejam aprovados, evitando que candidatos consigam pontos por meio de chutes e golpes de sorte.

    De forma geral, é possível afirmar que as questões da banca Cebraspe são melhor elaboradas e mais “inteligentes” que as outras bancas. Ela exige a real compreensão do assunto e não somente a decoreba.

    Consulplan

    A banca Consulplan é tida como uma banca relativamente tranquila. Embora as questões não tenham um nível muito alto de complexidade, o conteúdo é extenso e solicitado na íntegra em todas as disciplinas. Além disso, tem por hábito aplicar algumas pegadinhas.

    Suas provas costumam trazer enunciados simples, com perguntas objetivas, em questões de múltipla escolha (com cinco alternativas cada). As provas da banca são perfeitas para quem tem facilidade de memorização, pois pedem respostas muito literais e conceitos.

    FCC – Fundação Carlos Chagas

    As questões da FCC são de múltipla escolha, com cinco alternativas cada. Esse modelo é muito similar à maioria das bancas (exceto o Cebraspe).

    As provas costumam cobrar a maior parte do edital e a banca tem por hábito repetir o mesmo tipo de questão em várias provas. Isso faz com que a resolução de provas anteriores seja uma das melhores ferramentas de  preparação para o candidato.

    FGV – Fundação Getúlio Vargas

    A banca FGV é considerada uma das mais difíceis e imprevisíveis do país.

    No geral, os concursos organizados pela banca FGV trazem questões de múltipla escolha, com cinco alternativas em cada uma. Os enunciados são elaborados, testando o raciocínio e, principalmente, a concentração do candidato. Os temas cobrados não seguem padrões e podem surpreender os menos atentos.

    IBFC – Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação

    É considerada uma banca com grau dificuldade médio/alto. 

    Um dos seus pontos mais positivos é que, de maneira geral, não costuma aplicar pegadinhas, priorizando um estilo mais objetivo e claro, sem tanta complexidade na elaboração dos enunciados. As perguntas, normalmente, não são polêmicas ou dúbias.  As alternativas, da mesma forma, são bastante diretas, algumas vezes trazendo apenas uma palavra.

    A banca costuma também cobrar todo o conteúdo solicitado no edital, não deixando nada de fora. 

    Fundação VUNESP – Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista

    A Vunesp tem fama de ser uma banca mais acessível na comparação com outras instituições mais renomadas, como FGV ou FCC. Contudo, vem evoluindo em conteúdo e grau de exigência nos últimos anos.

    Como é originalmente uma entidade que organiza vestibulares, suas provas são sempre de múltipla escolha, com cinco alternativas. E é comum o enunciado solicitar que o candidato marque a resposta incorreta entre as opções. 

    As provas da Vunesp costumam cobrar praticamente todo o conteúdo programático. O que requer uma preparação cuidadosa e extensa de todos os pontos solicitados no edital.

    Como se preparar para concursos públicos com questões

    Depois de ficar bem informado sobre como são elaboradas as questões de concursos públicos, e também sobre qual o perfil de cada banca organizadora, enfim, chegou a hora de descobrir como estudar por meio de questões. Vamos lá?

    Com as dicas abaixo você vai aprender como usar a resolução de questões a seu favor e aprender a estudar fazendo questões. 

    Dica 1: Adote um plano

    Estudar fazendo questões não significa que você abandonará todo tipo de conteúdo teórico. Contudo, comece os estudos dando mais tempo para a teoria e com o passar dos dias vá aumentando o tempo que faz questões. Ou seja, mantenha o método tradicional no começo: videoaulas ou conteúdo téorico + resolução de questões. 

    Assim, você chegará perto da prova fazendo muitas questões e usará o pouco tempo que restou para a teoria para revisar o conteúdo.

    Dica 2: Tenha uma boa fonte de questões por perto

    Uma coisa é fato, você precisará de muitas questões para treinar. Dessa forma, é importante que junte um bom arsenal de questões antes de começar a fazer a maratona. 

    Não adianta ficar empolgado e suas questões acabarem no meio do caminho. Nesta etapa vale a pena contar com site de questões para concursos, apostilas específicas de exercícios e aplicativos.

    Atualmente, ao realizar uma busca básica na internet, é fácil encontrar centenas de questões de concursos grátis.

    Porém, a grande dica aqui é ficar de olho na efetividade do material, se ele está atualizado e traz todos os conteúdos que você precisa avaliar.  

    Dica 3: Procure fazer questões semelhantes com as da banca

    Essa dica é muito importante e pode ajudar alguns “concurseiros” de primeira viagem.

    Conforme mencionamos anteriormente, ao explicar sobre os perfis das bancas organizadoras, você já sabe que existem basicamente dois tipos predominantes de provas: as de múltipla escolha e as de certo ou errado.

    Assim, antes de sair por aí fazendo questões a qualquer preço, verifique qual é a banca responsável pelo seu concurso de interesse e escolha fazer questões de acordo com o perfil daquela banca.

    Caso o edital ainda não tenha sido publicado, veja se já há banca organizadora definida ou tente treinar misturando os estilos de questões para ganhar experiência.

    Se você ainda não as conhece, segue aqui uma pequena listinha com as bancas de concurso público mais tradicionais no país: Aqui cito as bancas mais tradicionais do país:

    AOCP

    CEBRASPE (antiga CESPE);

    Cesgranrio

    Consulplan

    FCC – Fundação Carlos Chagas;

    FGV – Fundação Getúlio Vargas; 

    IBFC

    Quadrix

    VUNESP

    Dica 4: Monitore seus erros e acertos

    Existem várias formas de fazer isso. Uma que não vai te deixar na mão é a velha e boa folha de papel. Todos os dias escreva a quantidade de questões realizadas, as que você acertou e as que errou. Deixe essas informações em lugar visível, pois é de suma importância que passe a observar a evolução do trabalho. 

    Em duas ou três semanas, é importante que o número de questões feitas tenha aumentado, sem dizer que o número de acertos deve evoluir também, enquanto o de erros deve cair.

    Outro bom método para monitorar o seu desempenho é recorrer aos famosos aplicativos de questões. Muitos deles permitem que você monte seu próprio caderno de questões, de acordo com as suas preferências, e ainda compare o seu desempenho com o de outros concurseiros cadastrados na plataforma. 

    Dica 5: Destaque com uma cor diferente as questões que errou

    Estudar fazendo questões tem um grande ponto positivo: a facilidade de identificar os pontos que errou e que precisa melhorar.

    Assim que terminar de fazer determinada quantidade de questões, confira as que errou e destaque-as de forma diferente. Isso vai ajudar a encontrá-las num futuro próximo quando for realizá-las novamente.

    Dica 6: Aprenda com os erros

    Dê atenção especial aos conteúdos que você errou ao fazer questões. Errar o item significa que ali tem um ponto, um conceito, uma teoria que precisa de atenção e pode ser aprofundada. Use os erros a seu favor, corrigindo-os assim que possível.

    Assim, vá atrás da explicação daquele ponto que te fez errar. Procure videoaula, aquele resumo no caderno ou o conceito que está no livro. Isso te dará um grande ganho de tempo e um conhecimento mais aprofundado. 

    Melhores sites de questões de concursos

    Para te dar aquela forcinha extra nos estudos, separamos abaixo o top 5 melhores sites de questões de concursos. Confira: 

    QConcursos 

    TEC Concursos 

    Aprova Concursos Questões 

    Estude Grátis 

    Rota dos Concursos 

     

  • Quantas questões de concurso devo f...

    Para ser aprovado em um concurso público e realizar esse que é o sonho de milhões de brasileiros, é necessário uma série de fatores, entre os principais podemos citar dedicação, disciplina e foco. Porém, há um outro que, aliado aos três citados anteriormente, pode ser o diferencial para o sucesso: contar com o auxílio de […]

  • Como responder questões de concurso...

    Se você pretende conquistar uma vaga em certame, saiba que precisa estudar para concurso com questões de concursos. Afinal, esse tipo de preparação te ensina na prática, com base nos seus erros e acertos, mostra o que você deve esperar do grande dia e te deixa mais perto da aprovação. Sendo assim, no post de hoje, […]

  • Como estudar para concursos público...

    Se você quer conquistar uma vaga de funcionário público, precisa estudar para concurso com questões. Afinal, essa é uma das formas mais eficientes de conhecer a prova dos certames, testar seus conhecimentos, deixar o nervosismo de lado e se sentir mais confiante para conquistar a aprovação. Sendo assim, no post de hoje, vamos te dar […]

  • Qual a melhor plataforma de questõe...

    Se você está pesquisando por sites de questões de concursos, veio ao lugar certo. Aqui no blog, vamos fazer algumas análises para descobrir qual é o melhor site de questões para concursos. Assim, você pode escolher aquele que traz o melhor custo-benefício e aquele que vai te deixar mais perto de conquistar a vaga dos […]

  • Como se preparar para concursos púb...

    Estudar para um concurso público requer foco e determinação por parte do candidato. Mas além disso, para garantir uma vaga e se tornar um funcionário público, é necessário testar os conhecimentos com a resolução de questões.  E para te ajudar a entender a importância dessa prática, nós do Arquivo Nirez – Informações sobre concursos, preparamos […]

  • Como a resolução de questões deixa ...

    Se você está focado na aprovação em certame, saiba que a resolução de questões para concursos públicos pode te ajudar a alcançar o seu objetivo. E para te convencer disso, vamos te contar os principais motivos que tornam essa prática uma boa opção de preparação. Além disso, separamos algumas dicas essenciais que vão te ajudar […]

  • Como estudar para Concurso? Comece ...

    Se você está focado em conquistar uma vaga e se tornar um funcionário público, precisa testar seus conhecimentos respondendo questões de concurso. Para te ajudar com essa prática, nós do Arquivo Nirez preparamos este texto para tirar todas as suas dúvidas e te passar algumas dicas essenciais sobre o assunto. Vamos te explicar como as […]