Analista Tributário da Receita: descubra tudo sobre esse cargo do próximo concurso da receita!

Quem sonha conquistar uma vaga em concurso público deve, de forma antecipada, buscar todos os detalhes sobre ela.

Isso quer dizer, que é importante que você conheça a fundo as principais informações sobre o cargo pretendido, tais como requisitos, atribuições e conteúdos a serem avaliados nas provas. Isso porque, querendo ou não, estes fatores influenciam na sua preparação.

Desta forma, pensando em quem pretende se tornar um analista tributário da receita federal, o Blog Arquivo Nirez trouxe no texto abaixo, tudo o que você precisa saber sobre a função, antes mesmo da publicação do edital de concurso receita federal.

Sendo assim, prepare-se! A partir de agora você conhecerá o cargo de analista tributário da receita.

Requisitos para o cargo de Analista Tributário

Antes de qualquer outra coisa, é imprescindível que você esteja por dentro das condições exigidas para se tornar um Analista tributário.

Por isso, tendo como base o último edital do concurso para Receita Federal, separamos a lista de requisitos para ingresso na função, o que quer dizer que os candidatos aprovados para o cargo de Analista Tributário precisam atender:

  • ter sido aprovado e classificado no concurso, na forma estabelecida no edital de abertura;
  • ter nacionalidade brasileira; no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, na forma do disposto no art. 13 do Decreto nº 70.436, de 18/04/1972;
  • gozar dos direitos políticos;
  • estar quite com as obrigações eleitorais;
  • estar quite com as obrigações do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino;
  • ter idade mínima de 18 anos;
  • ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, comprovadas por junta médica oficial;
  • possuir diploma de curso superior concluído em qualquer área, em nível de graduação, devidamente registrado no Ministério da Educação (MEC);
  • apresentar declaração de bens com dados até a data da posse;
  • apresentar outros documentos que se fizerem necessários, à época da posse.

 

O que faz um Analista Tributário da Receita Federal

Depois de conferir as exigências contidas no concurso receita federal edital, chegou a hora de descobrir como funciona na prática o dia a dia de um analista tributário.

De acordo com o edital publicado em 2012, para saber o que faz um Analista Tributário da Receita Federal é preciso consultar a Lei Nº 11.457, de 16 de março de 2007. Mas, para te ajudar a entender melhor do que se trata, trouxemos todas as responsabilidades dos servidores aprovados para esse cargo. Confira:

  • constituir, mediante lançamento, o crédito tributário e de contribuições;
  • elaborar e proferir decisões ou delas participar em processo administrativo-fiscal, bem como em processos de consulta, restituição ou compensação de tributos e contribuições e de reconhecimento de benefícios fiscais;
  • executar procedimentos de fiscalização, praticando os atos definidos na legislação específica, inclusive os relacionados com o controle aduaneiro, apreensão de mercadorias, livros, documentos, materiais, equipamentos e assemelhados;
  • examinar a contabilidade de sociedades empresariais, empresários, órgãos, entidades, fundos e demais contribuintes, não se lhes aplicando as restrições previstas nos arts. 1.190 a 1.192 do Código Civil e observado o disposto no art. 1.193 do mesmo diploma legal;
  • proceder à orientação do sujeito passivo no tocante à interpretação da legislação tributária;
  • supervisionar as demais atividades de orientação ao contribuinte;

 

O que cai na prova de Analista Tributário da Receita Federal

Por fim, chegou a hora de falar sobre a prova para analista tributário da receita federal.

Aqui cabe lembrar que, se você quer concorrer a uma vaga no concurso RFB para Analista Tributário da Receita Federal, precisa estar bem preparado. Então, para te ajudar a programar essa preparação, trouxemos os conteúdos que foram cobrados na prova receita federal realizada em 2012. Confira:

 

  • Legislação Tributária e Aduaneira – para o cargo na Área geral (30 questões);
    • Legislação Tributária
    • Aplicação da Legislação Tributária (CTN, art. 105-106)
    • Princípios e Normas Básicas de Legislação Tributária
    • Interpretação e Integração da Legislação Tributária (CTN, art. 107-112)
    • Vigência da Legislação Tributária (CTN, art.101-104)
    • Imposto sobre circulação de mercado e serviço – ICMS
    • Programas de Integração social e de formação
    • Imposto de Importação
    • Fato Gerador
    • Sujeito Ativo
    • Sujeito Passivo
    • Imposto de Exportação
  • Informática – para o cargo na Área informática (30 questões);
  • Direito Constitucional e Administrativo (25 questões);
    • Direitos e Deveres individuais e coletivos
    • Poder Legislativo
    • Repartição ou Divisão de competências
    • Controle de Constitucionalidade
    • Processo Legislativo
    • Direitos Políticos
    • Organização dos Poderes
    • Lei nº 8.112/1990 – Regime Jurídico dos Servidores Públicos
    • Atos Administrativos
    • Improbidade Administrativa
    • Poderes da Administração
    • Agentes públicos
    • Processo Administrativo
    • Responsabilidade Civil do Estado
  • Língua Portuguesa (20 questões);
    • Compreensão e Interpretação de Textos
    • Redação – Reescritura de Texto
    • Coesão e Coerência
    • Uso da Vírgula
    • Pontuação
    • Significação Contextual de Palavras e Expressões
  • Direito Tributário (20 questões);
    • Tributo
    • Limitações ao Poder de tributar e princípios tributários
    • Competência Tributária
    • Obrigação Tributária
    • Responsabilidade Tributária
    • Crédito Tributário: conceito e temas gerais
    • ICMS
  • Espanhol ou Inglês (10 questões);
    • Inglês
      • Interpretação de texto
      • Sinônimos
      • Vocabulário
      • Aspectos Linguísticos
      • Tradução
      • Pronomes
      • Significado de palavras
    • Espanhol
      • Interpretação de Texto
      • Significação Contextual de Palavras e Expressões
      • Verbos
      • Vocabulário
      • Conjunções
      • Sinônimos
      • Advérbios
    • Raciocínio Lógico-Quantitativo (10 questões);
      • Argumentação
      • Fundamentos de Lógica
      • Proposições simples e compostas e Operadores Lógicos
      • Diagrama de Venn
      • Raciocínio Matemático
      • Equivalência Lógica e Negação de Proposições
      • Probabilidade
    • Administração Geral (10 questões);
      • Gestão organizacional e empresarial
      • Administração Geral
      • Gestão Estratégica
      • Qualidade e Produtividade
      • Estruturas Organizacionais
      • Recursos Humanos
      • Teoria Geral da Administração
    • Contabilidade Geral (10 questões);
      • Ativo intangível
      • Critérios de avaliação de estoque
      • Teste de recuperabilidade de ativos
      • Provisões
      • Teoria e classificação das contas
      • Método de equivalência patrimonial
      • Arrendamento mercantil

 

Como estudar para concursos públicos

Mais do que saber o que estudar para concursos públicos, é preciso que você domine também como estudar.

E para isso, nossa principal dica sobre o assunto é que você conte com curso online para analista tributário da receita federal. Isso porque, ao contar com o auxílio de professores especialistas em aprovação você terá a disposição conteúdo direcionados e específicos, que ajudam a poupar tempo na hora dos estudos.

Outra boa dica é que você comprove o seu aprendizado resolvendo questões de provas anteriores, ou até mesmo elaboradas pela mesma banca organizadora.

Assim, você trabalha outras aspectos importantes como gestão do tempo de prova e controle da ansiedade.

 

Deixe seu Comentário