26/01/1500

De acordo com o pensamento do historiador Francisco Adolfo de Varnhagen, o Cabo de Santa Maria de la Consolación, onde esteve a frota do navegador Vicente Yañez Pinzón (Vicente Pinzon), seria a ponta do Mucuripe. A tese é aceita e contestada por muitos historiadores. Um mês depois de Pinzón, Diogo Lepe avistava o Rostro Hermoso (ponta do Mucuripe) e em seguida tomava o rumo de Pinzón. Vicente Yañez Pinzón (Vicente Pinzón) era um navegador espanhol, que à procura de conquistas, riquezas e especiarias, aventurou-se pelos mares, em procura das Índias, por caminhos mais curtos, em direção ao por do sol e em fevereiro de 1500 aportou nas areias do nordeste do nosso continente, onde cavou o chão do futuro Brasil e ergueu aos ventos ocidentais a cruz que assinalava sua passagem. Hoje existe em Fortaleza um bairro com o nome de Vicente Pinzon.

1499

Quando Cristóvão Colombo descobriu, sem consciência disto, um novo continente em 1492, marcando o fim da Idade Média e o surgimento da Moderna, fazendo acontecer a ânsia de conquista de novas terras e com ela veio o pacto de Tordesilhas, assinado em 1494, que dava a Portugal o direito de posse de 370 léguas a oeste do arquipélago africano de Cabo Verde. Navegadores espanhóis que descobriam terras antes do novo meridiano, não podiam tomar posse. Foi o caso de Vicente Pinzon que partindo do porto de Palos em 1499, descobriu o Cabo de Santa Maria de la Consolación.